Banho contraceptivo: novo método anticoncepcional masculino

Quando se trata de controle de natalidade masculino, as opções atuais são os preservativos, fundamentais para a prevenção de infecções sexualmente transmissíveis, e a vasectomia.

Porém, uma recente invenção promete inovar a medicina: o chamado "banho" ultrassônico testicular.

Criado pela designer industrial Rebecca Weiss, esse anticoncepcional masculino é um método indolor, reversível e livre de hormônios.

O COSO é um dispositivo semelhante a uma tigela pequena que emite ondas de ultrassom para interromper temporariamente a regeneração do espermatozoide.

Como funciona o anticoncepcional masculino?

Para fazer efeito enquanto método contraceptivo, o dispositivo é enchido com água e aquecido a uma temperatura específica.

A técnica é capaz de garantir que o homem não engravide uma mulher por até duas semanas após o seu uso.

Isso acontece porque o aparelho interrompe temporariamente a motilidade dos espermatozoides para que eles não possam fertilizar um óvulo.

O COSO ainda aguarda testes clínicos a fim de uma avaliação para descobrir se pode se tornar um avanço na contracepção.

Segundo Rebeca, o interesse na pesquisa de um contraceptivo masulino surgiu após ser diagnosticada com câncer de colo do útero pelo uso de pílula.

"Depois disso, a contracepção hormonal não era mais uma opção. Quando meu parceiro e eu procuramos alternativas, soubemos da falta de anticoncepcionais masculinos", constatou ao site Dyson Awards.

Clique aqui e leia mais

Tudo para sua
saúde e bem-estar
você encontra aqui