Celulite graus
3 e 4: 
os tratamentos possíveis

A celulite é um problema que interfere na aparência da pele, principalmente em mulheres, e pode ser classificada em graus de acordo com sua evolução e aspectos da pele.

É comum visualizar graus de 1 a 4 para celulite. Veja cada um deles:

A celulite se apresenta caso o tecido seja comprimido ou haja contração da musculatura, não há dor.

Celulite grau 1

As alterações no tecido são visíveis sem a compressão ou contração muscular, apenas na inspeção. Há um quadro pequeno de dor e perda de temperatura na região.

Celulite grau 2

A celulite é visível em qualquer posição, existe grande dor na região ao toque e grande perda de temperatura também.

Celulite grau 3

Semelhante ao grau 3, os nódulos na região e as alterações do grau 4 são mais palpáveis e visualmente acentuados - e mais doloridos. 

Celulite grau 4

As celulites de grau 3 e 4 são mais avançadas e difíceis de curar. Entretanto, algumas técnicas ou tecnologias auxiliam esses quadros:

Pode-se optar pela drenagem linfática manual, como terapia complementar, pensando na melhora do acúmulo de líquido na região.

Tratamentos para celulite grau 3

O uso de tecnologias que unem infravermelho, radiofrequência bipolar, suave pressão negativa e massagem mecânica também ajuda na regressão do quadro celulítico.

Embora as técnicas citadas para o grau 3 sejam possíveis para melhorar o aspecto da celulite, elas não são suficientes para o grau 4.

Tratamentos para celulite grau 4

Esse grau pode levar a indicação de procedimentos como a subcisão, técnica cirúrgica nas depressões teciduais que desloca os cordões das fibras endurecidas pelo acúmulo de colágeno.

Cada quadro irá pedir por um tratamento específico. Dessa forma, é importante que haja uma avaliação por um profissional capacitado para que métodos corretos sejam indicados.

Clique aqui e leia mais

Tudo para sua
saúde e bem-estar
você encontra aqui