Como as
panelas podem
afetar a saúde


A escolha da panela pode
influenciar na preservação
dos nutrientes dos
alimentos e, principalmente,
na nossa saúde. Cada tipo
necessita um cuidado
diferente. Entenda:


O tempo de contato
prolongado pode
contaminar a comida com
níquel. Evite armazenar os
alimentos na panela depois
de cozinhá-los, assim como
o uso de esponjas de aço.



Panela de aço inoxidável


Exigem um maior cuidado
na limpeza, pois por serem
porosas são fáceis de
acumular resíduos. Além
disso, podem levar ao
aumento na proliferação
de fungos e bactérias.



Panela de barro


Uma pesquisa feita pela
Unicamp mostrou que esse
tipo de panela "doa" ferro
para o alimento que está
sendo cozido, podendo
ser usada como uma aliada
na alimentação.



Panela de ferro



São antiaderentes,
dispensam a adição de
gorduras nas preparações,
são muito resistentes e
não liberam substâncias
tóxicas durante a cocção.




Panela de titânio




É um dos materiais mais
seguros quando se fala de
toxicidade, pois não libera
nenhuma substância tóxica
ao organismo.





Panela de vidro


É importante verificar a
procedência e qualidade,
uma vez que panelas não
certificadas podem conter chumbo e cádmio na tinta
presente, aumentando o
risco de contaminação.



Panela de cerâmica


Altos níveis desse metal
no corpo estão associados
a doenças como Alzheimer
e Parkinson e, durante a
infância, a intoxicação por
alumínio pode provocar
distúrbios de aprendizado.



Panela de alumínio

Ao começar a descascar
deve ser substituída, uma
vez que em sua composição
estão o PFOA (ácido
perfluorooctanóico) e o
PTFE(politetrafluoretileno), ambos problemáticos para
a saúde.


Panela antiaderente

CURTIU?