Como identificar
se a carne está
estragada

Cor, cheiro, textura,
temperatura e data de
fabricação são apenas
alguns dos detalhes
importantes para identificar
se a carne que você está
comprando está estragada.

Fatores como embalagem, data
de validade, aparência, cheiro,
textura e até mesmo preço
devem ser levados em
consideração. Se estiver muito barato é sinal de que a carne pode não estar em boas condições.

No caso das carnes de boi e de porco, quando estão estragadas apresentam coloração cinza e manchas esverdeadas. Elas também podem exalar odores fortes e apresentar textura viscosa e rançosa.

Já no caso da carne de frango, o diferencial é o odor azedo que remete ao amoníaco. No visual, apresenta-se sem cor e com textura viscosa.  A cor pode apresentar nuances amareladas e esverdeadas.

O mesmo acontece com o peixe, que quando estragado, remete ao cheiro de amônia. Além disso, ele normalmente apresenta alguma descoloração - amarronzado, amarelado ou acinzentado - ou mesmo cor opaca.

As carnes são altamente perecíveis, pois ficam suscetíveis à contaminação. Quando escolher a carne certifique-se de que ela está armazenada em freezers e geladeiras em temperatura de 0º C a 2°C.

Se a carne foi descongelada, cozida e o resto guardado na geladeira, ela pode ser consumida por até três ou quatro dias. 

Caso a carne tenha sido comprada fresca e o intuito seja congelar, o ideal é temperar o alimento e depois guardar no freezer por até seis meses.

Por fim, caso você compre uma carne congelada e deseje mantê-la nessa temperatura, o ideal é colocá-la diretamente no freezer.

Clique aqui e leia mais

Tudo para sua
saúde e bem-estar
você encontra aqui