Conheça os riscos
e benefícios da
frontoplastia

A frontoplastia é o nome dado
à cirurgia plástica realizada na
região frontal do rosto, com o
objetivo de reduzir o tamanho da
testa e igualar o terço superior
da face com as demais partes.

A testa com tamanho desproporcional pode afetar diretamente a autoestima de uma pessoa. Porém, existem outras indicações para que a cirurgia seja realizada, como:

Supercílios muito baixos, remodelamento da estrutura óssea da testa (quando o osso da testa é muito proeminente), linha dos cabelos muito alta, forma de rejuvenescimento, entre outros.

A frontoplastia pode ser feita de várias formas, dependendo do objetivo do procedimento, como remover o excesso de pele da testa ou elevar as sobrancelhas.

Todos os procedimentos promovem o encurtamento da região frontal e a suspensão dos supercílios.
A “quantidade” de testa retirada depende da elasticidade da pele.

Antes do procedimento, é  preciso realizar uma bateria de exames e uma avaliação cardiológica. A alimentação leve também é essencial no preparatório para evitar uma inflamação no organismo.

Após a cirurgia, a recuperação tende a ser tranquila, com dores leves e um pouco de inchaço no rosto. Para isso, alguns medicamentos são prescritos para aliviar os incômodos nos primeiros dias.

Os maiores riscos de cirurgias plásticas como a frontoplastia são as infecções no pós-operatório, além de sangramentos e inflamações. Outro risco mais raro inclui a queda de cabelo permanente.

A frontoplastia não é indicada
para grávidas e pacientes com
doenças graves, diabetes e
problemas de coagulação,
além de pessoas com pele
fina e com pouca elasticidade.
O médico avaliará cada caso.

O preço médio de uma frontoplastia pode variar de 15 a
20 mil reais, sendo importante
encontrar um cirurgião membro
da SBCP para garantir um
procedimento seguro e responsável.

Clique aqui e leia mais

Tudo para sua
saúde e bem-estar
você encontra aqui