COVID-19: quais são as orientações de afastamento do trabalho?

Para controlar a transmissão do coronavírus, uma das medidas adotadas no ambiente de trabalho é o afastamento de funcionários que estão com COVID-19. Mas você sabe como são as regras atuais?

Atualmente, o afastamento do trabalho vale para pessoas que se encaixam em casos confirmados de COVID-19.

Regras de afastamento por COVID

Ao todo, a pessoa tem direito e deve ficar afastada presencialmente do trabalho por 10 dias.


Quantos dias de afastamento

A empresa, porém, pode reduzir o afastamento para 7 dias caso o teste para COVID-19 (RT-PCR, RT-LAMP ou teste de antígeno) seja feito a partir do quinto dia pós-contágio e o resultado seja negativo.

Essa redução pode valer também caso o funcionário esteja sem febre há 24 horas, sem o uso de antitérmicos e com melhora dos sintomas respiratórios.

De acordo com as regras do Governo Federal, são considerados casos confirmados de COVID-19 e devem ficar isoladas do trabalho pessoas nas seguintes situações:

Como saber se devo me afastar?

> Pessoas com Síndrome Gripal ou Síndrome Respiratória Aguda Grave associada à falta de olfato ou à falta de paladar sem histórico prévio e que não teve confirmação de COVID-19 por outro critério.

> Pessoas com Síndrome Gripal ou Síndrome Respiratória Aguda Grave e com histórico de contato próximo ou domiciliar com alguém positivado nos 14 dias anteriores ao aparecimento dos sintomas;

> Pessoas com exames laboratoriais ou de imagem que confirmem COVID-19 (com sintomas ou assintomáticas).

É importante lembrar que, em caso de confirmação ou suspeita de COVID-19, o funcionário deve informar a empresa que trabalha para que ela mantenha o controle de casos atualizados.

Clique aqui e leia mais

Tudo para sua
saúde e bem-estar
você encontra aqui