Criolipólise:
será que funciona?

A criolipólise é um procedimento estético frequentemente procurado por quem deseja reduzir medidas. Mas será que a técnica realmente ajuda a diminuir gordura?

A criolipólise consiste em uma técnica de sucção à vácuo da pele e resfriamento da gordura da região trabalhada.

Criolipólise: como funciona

O resfriamento intenso e controlado gerado pela criolipólise tem como consequência: a destruição das células de gordura.

"Na prática o que acontece é a morte da célula de gordura", explica o endocrinologista Danilo Hofling.

Como explica o especialista, a eliminação das células de gorduras destruídas com a baixa temperatura é feita pelo sistema imune e é conduzida ao fígado pelo sistema linfático para sua metabolização.

Mas aqui vai um ponto de atenção: a criolipólise não é um tratamento para sobrepeso ou obesidade. Ela é opção para a gordura localizada em algumas regiões corporais.

Para quem é indicado?

A dermatologista Mariana Barbato explica que uma ou duas sessões já são suficientes para trazer resultados. Mas há casos em que são necessárias mais sessões.

A partir do décimo dia, a quebra de gordura já pode ser visível. O efeito máximo, porém, acontece de dois a três meses após a sessão.

Gostou?
Saiba os benefícios do soro fisiológico para o cabelo Minha Vida!

Clique aqui e leia mais