Depilação íntima
com cera: 
os cuidados necessários para
evitar problemas

A depilação íntima com cera,
embora dolorosa, é um método
aprovado por muitas mulheres.
Não é à toa que, em razão de
sua fama, ele cruzou fronteiras
e virou febre no mundo inteiro.

Essa depilação é caracterizada pela remoção quase total dos pelos da região íntima feminina. São retirados os localizados nos grandes lábios, tanto na parte externa quanto interna.

Como a pele da região íntima é mais delicada que as demais partes do corpo, é importante tomar alguns cuidados ao realizar o procedimento em casa. Veja as dicas a seguir:

Escolha a melhor época

A depilação com cera já é um
processo doloroso, então
realizá-la após o período
menstrual é o ideal, pois é
comum que a sensibilidade à dor
fique mais intensa nessa fase.

Esfolie dias antes

Reserve um momento para esfoliar a área dois ou três dias antes da depilação para
tê-la lisa e sem pelos encravados. Assim, a remoção dos pelos fica mais fácil!

Hidratação
sempre

A hidratação é um rito que
deve ser realizado na pele do
corpo inteiro, especialmente
na área depilada. Desse modo,
você evita os pelos encravados
e garante a eficácia do método.

Sabonete certo

Usar sabonete íntimo é uma dica para higienizar a região,
especialmente se ele conter
substâncias que diminuem a irritação causada pela cera e lâminas.

Tipo de cera

Certifique-se de que a cera é descartável, pois evita
a proliferação de bactérias
e outros microrganismos
que podem surgir com o
reaproveitamento.

Atualmente, existem alguns cremes analgésicos que podem ser usados para apaziguar a dor, mas devem ser utilizados com cuidado e em poucas quantidades. Peça sempre a orientação de um dermatologista.

O ideal é realizar a depilação íntima com profissionais especializados. Porém,
 caso queira se arriscar
 em casa, é importante
tomar cuidados para evitar feridas ou problemas mais sérios na pele.

Clique aqui e leia mais

Tudo para sua
saúde e bem-estar
você encontra aqui