Doença da urina
preta: o que é,
sintomas e causas

Popularmente chamada de
"doença da urina escura",
a Síndrome de Haff é uma
enfermidade que tem como
principal sintoma a urina
escura, com uma cor descrita
como a do café.

Essa condição pode surgir
entre duas e 24 horas após a
ingestão de pescados (peixes
e crustáceos) contaminados
ou mal acondicionados.

Ainda não há muitos esclarecimentos sobre como a doença se desenvolve no corpo humano. O que se sabe é que ela pode causar degradação dos músculos.

Teorias apontam que a possível causa da doença seja a ingestão de peixes que se alimentam de algas marinhas carregadas de toxinas. Ao ingerir os peixes, ocorre a intoxicação e o acometimento dos músculos.

Além da cor escura da urina, há extrema rigidez muscular súbita, dor nos músculos, no tórax, falta de ar, dormência e perda de força em todo corpo.

É possível confundir a Síndrome de Haff com doenças como chikungunya, dengue, zika. Para diferenciá-las, observe se os sintomas ocorreram após o consumo de pescados e se existe alteração na urina.

Não há um protocolo de diagnóstico de intoxicação na urina preta. Normalmente ela é identificada pelos sintomas e pela identificação de ingestão de pescados.

Também não há um tratamento específico para a síndrome de Haff. Os procedimentos após o diagnóstico são destinados a reduzir os sintomas e as complicações causadas pela intoxicação.

Segundo análises, a toxina responsável pelo surgimento da síndrome é considerada termoestável. Ou seja: a cocção ou cozimento do pescado não inativa os componentes que causam a intoxicação.

Clique aqui e leia mais

Tudo para sua
saúde e bem-estar
você encontra aqui