Esqueci o que ia falar: por que isso acontece tanto?

Você e outra pessoa estão conversando. No meio do papo, você se vira para argumentar algo, mas não consegue. Você simplesmente esqueceu o que ia falar. Isso já aconteceu com você?

Pois saiba que esses esquecimentos súbitos são completamente normais e fazem parte de uma estratégia de funcionamento do cérebro.

O que acontece é um abandono súbito do fluxo de pensamento diante de algo inesperado. Ou seja, há um cessar do pensamento para se concentrar em uma situação perigosa.

Por que isso acontece?

Esses lapsos na comunicação são normais e, a princípio, não pedem atenção. Eles são diferentes do esquecimento causado pela doença de Alzheimer ou pela demência, por exemplo.

Devo me preocupar?

Porém, esses esquecimentos pedem atenção quando acontecem junto a alterações repentinas de humor, momentos depressivos mais constantes ou em situações cotidianas frequentemente.

A recomendação para evitar problemas de esquecimento e treinar a memória de curto prazo consiste em atividades padronizadas. Ou seja, atividades que estimulem a cognição.

Como evitar?

Por exemplo, manter uma agenda com os lembretes necessários, ler, jogar videogames, meditar, praticar exercícios físicos, tocar instrumentos musicais ou até acompanhar séries na TV.

Clique aqui e leia mais

Curtiu? Veja
mais dicas no
Minha Vida