Estresse pode desencadear a acne

Você sabia que além de fatores hormonais, a saúde mental também influencia no aparecimento da acne?

Segundo uma análise da Sociedade Brasileira de Dermatologia, um em cada três pacientes tem a raiz de seu problema de pele em questões emocionais (estresse, ansiedade e depressão).

Essa relação entre a saúde mental e a dermatológica está ligada pelas taxas de cortisol e de hormônios androgênios, que aumentam quando o nível de  estresse é alto.

Como o estresse afeta a pele?

Isso faz com que a glândula sebácea seja acionada, afetando a liberação de oleosidade na pele -  uma potencial causa de problemas cutâneos.

Além de ser potencializada pelo estresse, a chamada acne na vida adulta pode aparecer em mulheres com ovário policístico ou com alterações hormonais.

Acne na
vida adulta

A consulta médica é essencial para identificar a causa do problema, que pode ser tratado com antibióticos, retinoides, peelings ou lasers.

Também é importante que a higienização do rosto seja feita diariamente, com um sabonete adequado para cada tipo de pele e, em seguida, a aplicação de um filtro solar.

Clique aqui e leia mais

Curtiu?
Confira sinais de que sua pele está sofrendo com o estresse no Minha Vida!