Ginkgo biloba: o que é e para que serve?

A ginkgo biloba é uma árvore de origem asiática com folhas das quais são extraídos diversos princípios ativos benéficos para a saúde.

Entre os benefícios da planta, destacam-se a melhora na circulação sanguínea, o controle da pressão arterial, a melhora da concentração e da memória, além da manutenção da saúde ocular.

A ginkgo biloba também pode evitar ataques cardíacos e o desenvolvimento de doenças, como a trombose, e estimular a produção do óxido nítrico, benéfico para pacientes com pressão alta.

Para que serve?

Além disso, a planta facilita a síntese da acetilcolina, substância importante para a atividade cerebral. Por isso, ela ajuda na melhora da memória e da atenção, principalmente em pacientes idosos.

Por sua ação antioxidante, a gingko biloba também atua positivamente em doenças oftalmológicas, reduzindo as lesões celulares na retina e a degeneração macular.

A ginkgo biloba geralmente é ingerida em cápsulas ou em pó e o extrato pode ser adquirido em farmácias de manipulação. Porém, é preciso tomar alguns cuidados antes de consumi-lo.

Como consumir?

Isso porque o consumo da planta não é recomendado para pacientes hemofílicos, pessoas que usam medicamentos anticoagulantes e antiplaquetários, além de pacientes que vão realizar cirurgias.

Já para crianças, gestantes ou pessoas que estão amamentando, é muito importante a administração criteriosa sob rígido acompanhamento de um médico ou nutricionista.

Vale lembrar que o consumo em excesso de ginkgo biloba pode levar à piora dos efeitos colaterais, além de provocar diarreia e alteração na coagulação do sangue.

Curtiu? Descubra os benefícios do colágeno e como consumi-lo no Minha Vida!

Clique aqui e leia mais