Hormônios que
afetam o
emagrecimento




O emagrecimento é um
processo multifatorial.
Além da alimentação,
o equilíbrio hormonal é
importante para que a
perda de peso aconteça
de uma forma saudável.

Por isso, não tem jeito:
perder peso e até construir
mais músculos fica bem
difícil quando há um
descompasso hormonal.
Veja dez hormônios que
podem atrapalhar o
emagrecimento:

O cortisol contribui para a
glicemia de jejum e função
muscular. Quando os níveis
estão altos, um dos sinais
é o humor irritado, aumento de gordura
abdominal e diminuição
da massa muscular.


Cortisol

A grelina é a responsável
pela fome. Ela também
contribui para a redução
de gordura ao estimular
a produção de GH,
fundamental para o
metabolismo da gordura
e manutenção da massa
muscular.


Grelina e GH

Muito ligados ao hiper
e hipotireoidismo, o
triiodotironina (T3) e
tiroxina (T4) regulam o
metabolismo, ou seja: como
as células gastam energia, o
que influencia diretamente
o emagrecimento.


T3 e T4

Controla a saciedade de acordo com o estoque de energia: quanto mais gordura, mais leptina é produzida. Mas, se há perda
brusca de gordura, a leptina
reduz consideravelmente e
o apetite aumenta.


Leptina


Com o ganho de peso,
o pâncreas produz mais
insulina - o que pode levar
à resistência insulínica.
Este quadro tem como resultado além do diabetes tipo 2, a obesidade.



Insulina

A testosterona é essencial
para a massa muscular.
Por isso, baixos níveis  levam ao ganho de peso.
Já o estrógeno tem efeito 
contrário: altos níveis  levam ao ganho de gordura.


Testosterona e estrógeno

A irisina é um hormônio
produzido durante a
atividade física e
identificado em 2012.
Quando desregulada, o
emagrecimento também
é comprometido por tornar
o processo mais lento.


Irisina

A serotonina tem diversas
finalidades no corpo,
como promover a sensação
de felicidade e atuar no
apetite. Se estiver baixa,
a pessoa tem mais desejo
em comer doces e
carboidratos refinados.


Serotonina




Embora cada hormônio
seja produzido por células
diferentes, o conselho para
mantê-los equilibrados é:
estilo de vida saudável.




Como controlar os
hormônios

Isso inclui sono com 8 horas
por dia, evitar alimentação
com comidas gordurosas e
ultraprocessadas, evitar
o excesso de bebidas
alcoólicas, modular o
estresse, fazer atividades
físicas, entre outros .

CURTIU?