Melatonina: quando usar o "hormônio do sono"?

Já ouviu falar na melatonina? É o hormônio criado naturalmente pela glândula pineal no cérebro e que tem como função regular o ciclo circadiano e os ciclos do sono-vigília.

A sua produção é provocada pelo cérebro em resposta à escuridão. Quando a melatonina é produzida, o cérebro nos coloca em um estado de vigília, que ajuda a promover o sono.

Já a exposição à luz diminui a produção de melatonina, “acordando” o corpo. Por isso, acredita-se que pessoas com problemas para dormir podem ter baixos níveis de melatonina no organismo.

Por ser um hormônio que promove a melhora do sono, a melatonina é indicada para pessoas com problemas de sono no geral ou até para quem sofre de depressão sazonal.

Quando usar?

Desde 2021, a venda da melatonina como suplemento alimentar é autorizada no Brasil, destinada exclusivamente a pessoas acima de 19 anos. O consumo diário máximo é de 0,21 mg.

Como tomar?

O suplemento deve ser ingerido no início da noite e com doses pequenas. Porém, não pode ser utilizado por gestantes, lactantes, crianças e pessoas em atividades que requerem atenção constante.

A melatonina não deve ser usada sem orientação e pode causar alguns efeitos colaterais, como dor de cabeça, indisposição gástrica, tontura e náusea.

Por isso, apesar de estar disponível para venda sem receita médica, é importante conversar com um médico antes de consumir a melatonina pela primeira vez.

Clique aqui e leia mais

Tudo para sua
saúde e bem-estar
você encontra aqui