Desvende
mitos sobre a
depilação
íntima

Veja mais mitos sobre depilação íntima.

Pelos em excesso
normalmente são
relacionados à maior
chance de infecção e a
presença de odores,
mas isso não é verdade.

A higiene tem a ver com a
limpeza da área, e não com
a quantidade de pelos.
Uma área íntima depilada,
mas sem limpeza adequada,
não será mais higiênica do
que uma região bem
cuidada e sem depilação.

Não depilar apenas causa
maus odores se a higiene
não estiver adequada.
A depilação pode facilitar
a higiene, e fazer com que
os odores diminuam.

Não existe nenhuma
relação fisiológica entre
depilação e prazer sexual.
O que pode acontecer é
algumas mulheres se
sentirem mais à vontade
com a área íntima depilada

Mulheres com a pele mais
sensível podem sofrer
com pelos encravados
quando fazem depilação,
principalmente com cera.
Já na depilação por
lâmina o problema mais
comum é a alergia.

Se você sofre com irritações,
coceira vaginal ou mesmo
foliculite, deve aguardar um
intervalo de no mínimo 30
dias entre as sessões.

Os pelos, assim como o
nosso cabelo, funcionam
como uma defesa para o
nosso organismo, e a
depilação total pode
comprometer essa proteção.

CURTIU?