Não cometa esses erros ao tomar a pílula do dia seguinte!

Diversas situações podem levar uma pessoa a tomar a pílula do dia seguinte. Ela age inibindo a ovulação, impedindo que o espermatozoide gere a fecundação, além de bloquear a implantação do óvulo.

Para tomar a pílula, basta ter uma vida sexual ativa, mas é importante a orientação de
um médico ginecologista, principalmente pessoas mais novas, prevenindo possíveis problemas no futuro.

Além disso, é essencial que alguns erros sejam evitados para que a eficácia da pílula e a saúde da pessoa não sejam comprometidas. Confira alguns exemplos a seguir.

A pílula do dia seguinte não é indicada para evitar a gravidez antes que a relação sexual aconteça. Ela é diferente da pílula anticoncepcional.

Ingerir antes da relação sexual

Se ingerida com frequência e em curto período de tempo, a pílula pode não funcionar. Isso porque ela altera o fluxo normal da mulher, desregulando o ciclo menstrual e a fertilidade.


Usar continuamente

Usar a pílula do dia seguinte misturada a outro método anticoncepcional hormonal não a tornará mais eficaz.


Usar outro anticoncepcional

Combinar a pílula do dia seguinte com alguns tipos de substância pode ser prejudicial, pois possuem compostos que potencializam os níveis de estrogênio no organismo.



Álcool ou tabaco

A pílula com estrogênio é um vasoconstritor, que contrai os vasos sanguíneos, assim como a nicotina do cigarro. Em associação, os dois aumentam o risco de AVC e de trombose.

A pílula do dia seguinte é indicada para emergências. Mas isso não significa que ela deve ser usada sempre, uma vez que métodos como a camisinha protegem contra ISTs e gravidez


Substituir a camisinha

Além disso, a pílula do dia seguinte não protege contra as ISTs. Portanto, o ideal é usar a camisinha masculina ou a feminina sempre e recorrer à pílula apenas se acontecer algum imprevisto.

Clique aqui e leia mais

Tudo para sua
saúde e bem-estar
você encontra aqui