O que é
paranoia?

"Ih, aquela pessoa é paranoica".
"Isso é uma paranoia sua".
Essas e outras frases são
usadas frequentemente em
rodas de conversa. Mas o que
significa a paranoia?

No significado popular, a
palavra "paranoica" é usada
para designar pessoas que
são desconfiadas sem uma
razão aparente. Porém, o uso
do termo é diferente da
paranoia patológica.

Na paranoia delirante a
pessoa tem plena convicção
de sua crença. Em termos
psicopatológicos, a paranoia
está intimamente associada
ao conceito de delírio.

As ideias delirantes, geralmente, são de perseguição, mas podem ser, também, de autorreferência, grandeza, ciúmes, erotismo, hipocondria, religião e de identidade.

Não existe uma causa clara para a paranoia. Existem fatores genéticos, bioquímicos e neuropatológicos, além de teorias psicossociais e psicanalíticas.

Esquizofrenia, Transtorno de
Personalidade Paranoide (TPP),
bipolaridade, ansiedade,
depressão, transtornos delirantes,
quadros degenerativos e até
neoplasias e infecções podem
levar à paranoia.

Para o tratamento, é necessário
entender o contexto de vida
dos pacientes e realizar o
tratamento multidisciplinar,
dando suporte aos familiares
e pessoas próximas

Casos mais leves de paranoia podem ser controlados com a psicoterapia. Nela, se aprende a confiar no outro e trabalhar dentro de si as causas da sua insegurança e desconfiança excessivas.

Há casos em que a pessoa pode recorrer ao uso de medicamentos, como antidepressivos e os antipsicóticos, e também à internação.

Clique aqui e leia mais

Tudo para sua
saúde e bem-estar
você encontra aqui