Para que serve e como utilizar o pessário vaginal?

Os pessários são componentes maleáveis de uso ginecológico usados para dar suporte a órgãos da pélvis, como bexiga, útero e reto. O anel de silicone é o mais comum, introduzido manualmente na vagina.

Os pessários servem como um tratamento conservador para evitar complicações de uma cirurgia - ou por escolha da paciente. Confira algumas delas:

Ocorre quando os músculos e ligamentos do assoalho pélvico se tornam distendidos e flácidos. O pessário é alojado na vagina, servindo de suporte para os órgãos que decaíram.

Prolapso pélvico

É caracterizada pela perda involuntária da urina. Aqui, o pessário ajuda a segurar a bexiga, que fica perto da vagina, e assim evita a perda de urina.

Incontinência urinária

Ocorre principalmente pela insuficiência cervical - quando o bebê pressiona o colo do útero. O pessário reduz as chances de parto prematuro, mantendo o colo do útero fechado.

Colo do útero curto

O primeiro contato da paciente com o pessário deve ser com o ginecologista, que avalia o tipo e o tamanho adequado. Depois, ela pode introduzir o pessário sozinha, seguindo instruções.

Como utilizar?

O dispositivo deve ser introduzido completamente na vagina até se adaptar à anatomia local e não há necessidade de retirá-lo. Porém, pode ser removido apenas para a higienização do produto.

Os pessários devem ser retirados a cada 30 e 60 dias para lavagem e reintroduzidos após higienização. É importante também a reavaliação periódica do tecido e conteúdo vaginal.

Higienização e cuidados

Além disso, em mulheres na pós-menopausa, é recomendado o preparo prévio do tecido vaginal com cremes à base de estrogênios, que também devem ser mantidos durante o uso do pessário.

Clique aqui e leia mais

Tudo para sua
saúde e bem-estar
você encontra aqui