Por que
ultimamente
queremos mais
alimentos
calóricos

Depois de tanto tempo em
casa está cada vez mais difícil
recusar um doce ou não pedir
uma pizza ou um hambúrguer
para o jantar? Com certeza você
não está sozinho nessa.

Como explica o nutricionista
Thiago Bronze, a comida está
muito ligada a conforto e
recompensa em momentos
difíceis. E quando estamos
com o emocional abalado, a
tendência é comermos 
alimentos mais calóricos.

Mas é preciso cuidado para
usar a comida como uma
válvula de escape e, no
futuro, criar um hábito ruim
que pode até desencadear
uma compulsão alimentar.

Bronze dá algumas dicas para evitar exageros, e a primeira delas é tentar identificar a causa dessa fome ou vontade de comer exagerada. Você precisa mesmo se alimentar ou só está buscando conforto?

 Outra dica é fazer uma alimentação balanceada, rica em legumes, verduras e frutas. Isso vai ajudar a te deixar saciado por mais tempo.

 Beber água também é fundamental. Além disso, uma boa noite de sono ajuda a manter em dia os níveis de hormônios que regulam a fome.

E com uma dieta equilibrada e uma vida saudável, com prática regular de atividade física, por exemplo, não há nada de mal em aproveitar um docinho aqui ou a pizza no final de semana.

Clique aqui e leia mais

Tudo para sua
saúde e bem-estar
você encontra aqui