Praticar exercícios doente faz bem?

Seja por um resfriado, uma infecção viral ou aquela dorzinha no corpo, muita gente fica na dúvida se deve cancelar ou priorizar o treino do dia quando está doente.

O recomendado por especialistas, em todas essas situações, é optar por ficar na cama e dar tempo necessário ao tratamento.

Praticar atividades físicas quando se está doente pode agravar uma condição transitória, além de atrasar a melhora e cura da doença em questão.

Treinar doente: por que não?

Ao forçar um gasto energético durante a atividade física, o sistema imunológico fica comprometido e isso pode favorecer infecções por bactérias oportunistas.

Infecções mais graves pedem antibióticos e tempo de repouso prolongado. Uma gripe mais complicada, por exemplo, pode se espalhar e gerar uma amigdalite ou mesmo uma pneumonia.

Riscos

Por isso, ao retomar aos treinos, é preciso cautela. O ideal é a volta gradativa ao ritmo habitual.

Volta aos treinos

Por exemplo: se você interromper o treino por uma semana, programe o retorno para duas semanas.

Quanto às dores, o esperado é que elas sumam de dois ou três dias após o retorno aos treinos.

E lembre-se: depois de se recuperar, não desista de fazer exercícios regularmente. Eles só têm a oferecer melhora para sua saúde.

Saiba mais sobre os cuidados necessários ao praticar exercícios doente no Minha Vida!

Clique e saiba mais!