Saiba quando a dor
abdominal não está
relacionada a gases



Gases são a causa mais
comum para a dor na
região do abdômen, mas
existem outras que nem
sempre são conhecidas.
Veja quais são:



Sentir dor localizada: 

dores em locais
específicos costumam
ter causas específicas
e pedem atenção. Por
exemplo, dores do lado
direito inferior do
abdômen podem ser sinal
de apendicite ou hérnias.



Como a dor se manifesta: 

normalmente, as dores
abdominais causadas por
gases aparecem como
pontadas ou cólicas, têm
início rápido, de intensidade
mais branda e com períodos
de melhora e piora.



Duração da dor: 

dores que se estendem
por muitos dias podem
estar relacionadas a
quadros mais graves,
como cálculos ou
colecistite aguda.



Rigidez do abdômen: 

abdômen muito rígido e
dolorido pode significar
outros problemas, como
uma diverticulite ou algum
processo inflamatório. Na
dúvida, procure um médico.



Sentir dor após exercícios:

a atividade física reduz
a produção de gases e
facilita sua eliminação.
Portanto, o mais normal
é que dores abdominais
após os exercícios sejam
musculares.



Ter febre ou mal-estar: 

geralmente, esses são
sinais presentes em
quadros inflamatórios
ou infecciosos, tais
como apendicite aguda,
inflamação dos
divertículos e inflamação
da vesícula biliar.



Perder o apetite:

não conseguir comer por
vários dias é sinal de que a
causa da dor pode ser algo
mais sério, como câncer
de estômago ou úlcera
gástrica. Busque ajuda
médica imediatamente.

CURTIU? 

Clique aqui e leia mais
no Minha Vida!