Sentimentos
que precisam
de atenção





Sem excessos: conheça
nove sentimentos e
emoções que precisam
ser vividos com atenção.


Veja alguns sentimentos
muito comuns que não
devem passar
despercebidos na rotina:

Nenhuma emoção é
exclusivamente negativa,
mas é preciso
transformar algumas em
aprendizados. 



Ansiedade: 

é muito comum criar
expectativas e tentar
antecipar o futuro. Em
pequenos níveis, não faz
mal. Entretanto, quando
a rotina é paralisada para
evitar frustrações, está
na hora de refletir.




Decepção:


quando criamos
expectativas e elas não
são correspondidas, nos
decepcionamos. Porém,
por mais que as frustrações
sejam normais, é importante
atentar-se à forma que
estamos lidando com elas.



Solidão: 

quando não associada
à tristeza ou vazio
existencial, a solidão pode
ser um momento para
cultivar a particularidade,
refletir e cuidar da mente.



Estresse:

o sentimento é um "mal
necessário", já que
precisamos dele para nos
mover e tomar decisões.
Mas, em níveis altos,
desperta emoções
prejudiciais e pode provocar
sintomas físicos e mentais.



Tristeza: 

assim como outros
sentimentos ruins, ela é
um bom sinalizador de que
está na hora de olhar para
dentro de si e mudar
alguns aspectos de vida.
Porém, não é saudável se
perder na melancolia.



Ciúmes:

é uma reação psicológica
de defesa, que costuma
ser ativada quando
sentimos que vamos
perder algo ou alguém por
um fator externo. Mas é
necessário refletir sobre o
que causou o sentimento.



Raiva: 

ligada à decepção, ela é
o resultado de uma
expectativa não
correspondida ou de um
imprevisto. Quando
recorrente, pode indicar
que não encontramos uma
forma equilibrada de lidar
com as emoções.




Inveja: 


surge quando nos
comparamos demais com
os outros e nos frustramos
por não viver a realidade
deles. Ela se torna
destrutiva quando paramos
nossa vida e sofremos por
não ter o que é do outro.



Medo: 

é um mecanismo de
defesa importante, pois
sua função é nos
resguardar de perigos.
Porém, quando ficamos
paralisados e evitamos
quaisquer situações que
ofereçam riscos,
devemos nos atentar.

CURTIU?