O que é a varíola dos macacos?

Em 1958, dois surtos de uma doença parecida com a varíola aconteceram em colônias de macacos. Na ocasião, um novo vírus foi identificado: o Monkeypox.

Varíola dos macacos: origem

Já o primeiro caso de varíola dos macaco em humanos foi registrado em 1970, na República Democrática do Congo. Desde então, a doença foi relatada em diversos países da África Central e Ocidental.

Apesar do nome, o hospedeiro da varíola dos macacos ainda é desconhecido, embora haja suspeitas de que os roedores desempenham um papel importante na transmissão.

A doença é considerada endêmica em vários países do continente africano e apenas casos isolados relacionados a viagens internacionais tinham sido notificados fora da África.

Isso até 2022, quando casos da varíola dos macacos não relacionados a viagens ao continente africano foram relatados na Europa, na América e no Oriente Médio.

Segundo a professora Giuliane Trindade (UFMG), embora pertençam à mesma família, as doenças possuem características e manifestações diferentes no organismo.

Varíola x varíola dos macacos 

A varíola humana, conhecida há séculos, possui sintomas muito mais graves. A varíola dos macacos é muito mais leve e benigna, podendo ser comparada à catapora.

Apesar de leve, alguns quadros podem evoluir para quadros mais sérios. Segundo a professora, isso geralmente ocorre por conta de infecções secundárias ou sepse.

A taxa de letalidade do Monkeypox varia de 1% a 10%, dependendo das condições de saúde do indivíduo e do grau da infecção. Casos graves são mais comuns em imunossuprimidos e em crianças pequenas.

O infectologista José David, da Sociedade Brasileira de Infectologia, ressalta que os casos identificados em países fora do continente africano são, em sua maioria, leves.

Os sintomas da varíola dos macacos são: febre, exaustão, lesões na pele, dor muscular, dor nas costas, arrepios e dor de cabeça.

Sintomas

A varíola dos macacos é uma zoonose viral transmitida de animais para humanos, mas pode ser transmitida de uma pessoa infectada para uma saudável.

Transmissão

O vírus é transmitido através do contato de uma pessoa infectada com uma saudável (geralmente por vias respiratórias ou por lesões na pele) e também pode ocorrer por contato com objetos infectados.

Atualmente, não existe tratamento específico para a varíola dos macacos. Porém, algumas medidas ajudam a aliviar os sintomas, como hidratação e uso de antitérmicos e analgésicos.

Tratamento

Saiba mais sobre a varíola dos macacos no
Minha Vida!

Clique aqui e leia mais