Vida após AVC: desafios e cuidados

Muito se fala sobre os riscos do Acidente Vascular Cerebral, suas possíveis causas e prevenção. No entanto, você já se perguntou como é a vida de uma pessoa após sofrer um AVC?

Existem dois tipos de AVC: o que leva ao entupimento de um vaso (isquêmico) ou rompimento (hemorrágico). Ambos provocam a paralisia da região afetada no cérebro.

O que é o AVC?

As sequelas pós-AVC podem variar de pessoa para pessoa, mas, em geral, as alterações podem ser observadas já no início do quadro.

O que vem depois do AVC?

- Paralisia facial;
Falta de apetite;
- Fraqueza muscular;
- Fadiga;
- Contração involuntária dos músculos;
- Alterações visuais;
- Limitações de atividades motoras e funcionais.

Sintomas do pós-AVC

Por meio de uma avaliação com médicos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e fonoaudiólogos para verificar as funções sensoriais, motoras, cognitivas e psicomotoras.

Como identificar as sequelas?

O AVC pode causar limitações que mudam a qualidade de vida. Porém, é importante dizer que para cada desafio há um tipo específico de reabilitação.

Vida depois do AVC: cuidados e desafios

É muito importante que o paciente tenha uma rede de apoio, ajuda psicológica e meios para trocar experiências e informações sobre a jornada de reabilitação pós-AVC.

Rede de apoio

Evitar o surgimento do AVC ainda é a melhor forma de se poupar das dificuldades dele. Entre os fatores de risco, há: hipertensão, tabagismo, alcoolismo, diabetes e sedentarismo.

Prevenção contra o AVC

Alguns hábitos podem ajudar a prevenir o AVC: praticar exercícios físicos regulares, manter uma dieta equilibrada e não fumar.

Clique aqui e leia mais

Tudo para sua
saúde e bem-estar
você encontra aqui